Por causa do amor!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A alguém do Jornalismo
Hoje é mais uma daquelas noites em que imagino te encontrar.
Ainda que de longe, gostaria de poder te olhar, vislumbrar o teu sorriso,
delirando ao pensar, no toque de tuas mãos ao cruzar com as minhas.

O desejo rouba este tempo, que parece não ter fim,
mas que no contraste pode ser roubado, na clandestinidade desta paixão.

Ouso dizer, sem medir palavras, que és o que quero...
será isto que me motiva a querer ouvir tua voz?

Tens o dom de comunicar, não só as notícias, mas o que és.
Para mim, és boa notícia que alimenta em mim o desejo de amar sem medidas.

Perdoe exageros, sufocamentos... em mim, falta o teu ar.
Ameniza quando, ainda que pelo telefone, consigo escutar tua voz.

Guardo àquela noite, cada detalhe vivido:
teu sorriso, teu olhar, o teu jeito de me "acusar" de comunista!
Guardo a beleza, que me faz tecer estas palavras, que os dedos insistem não acabar.

Vou agora, rumo ao horizonte,
Sigo em minha caminhada, por causa da felicidade,
Por causa da paixão, por causa do amor!

4 comentários:

Luis Augusto Ramos disse...

-Muito bom dia caríssimo amigo Eduardo!!!!!!!!!!!

Que lindo, essa organização de sentimentos, o amor é sem duvida um extraordinário alimento pra alma, pro coração e pra vida..... Você consegue mexer com quem passeia pelas palavras e emoções que seu blog nos proporciona. Fik com Papai do Céu.
BJS
Luis Augusto Ramos

Eraldo Paulino disse...

Meu filho, passa lá no meu blog que tem um selinho supergay pra ti.

Bjs!

Maiza disse...

que palavras lindas, cheias de sentimento!

LUIZ CLÁUDIO FERNANDES disse...

Muito bonito!

Postar um comentário